sobre mim :: about me



Olá, eu sou a Ana Sofia, é assim que respondo quando me perguntam o nome. Mas há sempre alguém que gosta de entrar em maior detalhe e acrescenta: E preferes ser tratada por Ana, ou por Sofia? Complicado... Sou Ana para a minha família "mais antiga", Pai, irmão, primos, amigos de infância... Resumindo, fui maioritariamente Ana enquanto vivi no Algarve, de onde sou natural.
Quando entrei na Universidade(UNL-FCSH), em Lisboa, passei a Sofia. Sem dar por isso. Naturalmente. Fui estudante Erasmus em Göttingen (Alemanha), como Sofia, licenciei-me em Inglês e Alemão, sendo Sofia, casei-me, fui Mãe duas vezes, sempre meninas, e mais tarde divorciei-me (acontece a alguns... não desesperem!), ainda Sofia.
Por isso sou... Ana ou Sofia, gosto de ambos! 

A minha vida afectiva já deu muitas voltas, algumas delas partilhadas aqui, ao longo de anos. Chegámos a ser 6 em casa, com dois cães. Sim, foi uma gestão difícil e algo engenhosa, com altos e baixos, como em todas as casas. Mas essa ciclo da minha vida fechou-se, em 2018, e novos ciclos se abriram, porque a vida flui e ainda bem que fluiu, porque só assim podemos viver outras realidades, abraçar novos desafios, criar espaço para outros ritmos e renascer, olhando para os dias com outro olhar.

Continuo a ser técnica da Banca, a tempo inteiro, e continuo a ser, acima de tudo, amante da escrita e da leitura, de cinema e das actividades aprendidas com a Mãe, as Avós e a Madrinha, da costura ao tricot, passando pelo crochet(pouco) e pela culinária, gosto de tudo, e faço de tudo um pouco... sempre que posso...

Em 2009, criei este blog para ter um espaço de escrita, exercício do qual sentia saudades desde o tempo de estudante, e para relatar episódios da minha família. No entanto, durante os anos que tive o blog mais activo (entre 2009 e 2014), o blog trouxe-me oportunidades com as quais não contava: passaram a fazer parte do meu grupo de amigos, aqueles que me conhecem por SofiAlgarvia, e foi através do blog que comecei a perceber que havia pessoas interessadas nos trabalhos que eu fazia.
Cheguei a ter uma loja online, no etsy, e abri uma página no Facebook, como forma de divulgação das peças "made by sofialgarvia".

Mais tarde, em 2014, e durante 3 anos e meio, abri e mantive uma loja de tricot, com espaço para aulas e workshops, e uma pequena sala de chá, que se chamava Tricot das Cinco e ficava em Lisboa, junto à Av. de Berna. Nessa altura, mudei o blog para esse site e escrevia por lá.

Agora estou de volta a este canto, a limpar-lhe o pó, e a voltar a embelezá-lo, acarinhá-lo e a dar-lhe a vida que ele merece. Devagarinho, vai passar a ter outro ar, mais actual, mais de acordo com o meu estado de espírito deste novo ciclo de vida.

Continuo a gostar de lêr e responder aos vossos comentários, por isso não se acanhem e digam: olá, estou aqui!

9 comentários:

  1. Mãe,
    Olá, estou aqui! :) Gostei desse termo do "patchwork family", porque somos mesmo uns retalhos que se uniram e criaram uma nova família! :P
    Muitos beijinhos!
    I.

    ResponderEliminar
  2. Que bela fotografia!
    Um grande beijinho de uma amiga encontrada no meio dos fios de tricot.

    ResponderEliminar
  3. Hallo "Schwesterherz"!
    Schön, wie du schreibst, es liest sich so gut, und man kann dich dabei fast wirklich vorstellen, wie du arbeitest, neue Sachen entwirfst und die Kinder dazu ihren Kommentar abgeben. Und dabei immer gut aufgelegt bist. ich freue mich immer, Neues von dir zu lesen, zu sehen. hoffentlich geht dir die Puste niemals aus!
    Es umarmt dich ganz fest
    Hildegard

    ResponderEliminar
  4. Continuas doce como sempre te conheci. Gostei de ver o teu blogue e de ler os teus "escritos". Não te conhecia o dom da escrita, mas que o tens, tens.
    Das tuas mãos também me admirei, mas, sendo tu uma algarvia, não é para admirar que cries coisas tão lindas. Tenho várias colegas e amigas algarvias quem têm esse mesmo dom.
    Feliz por te encontrar, bjs.

    ResponderEliminar
  5. Desculpa o unknown. Vou-e identificar

    ResponderEliminar
  6. Vi o teu folar de Olhão e veio-me à memória a D. Lurdes Barbio. Lembras-te dela? BNU - Informações.
    Trazia-nos sempre um folar de Olhão quando voltava depois de passar a Páscoa no Algarve. Acho que ela é mesmo de Olhão. Era delicioso com todas aquelas camadinhas.

    ResponderEliminar
  7. Olá, SofiAlgarvia! Que é assim que te conheço :)

    Os teus trabalhos são lindos, conheci-os através do facebook, e que vim aqui parar...

    É tão bom partilhar, nao é? Adorei o que li e adorei conhecer-te um pouco mais.

    Muitas Felicidades para ti e para a tua "patchfamilia"

    ResponderEliminar
  8. Já tinha lido, mas acho que fizeste alterações!

    Obrigada pela partilha :)

    ResponderEliminar
  9. Olá Sofia.Andava aqui a pesquizar workshops de patchwork e vim dar com o seu blogue.Aproveito para lhe deixar os meus votos de felicidades e parabeniza-la pelos seus lindos trabalhos.Senão for pedir muito sabe me informar onde posso encontrar workshops de patchwork no Algarve.Obrigado.

    ResponderEliminar

Se estás aí, diz qualquer coisa, sou curiosa, gosto de saber o que pensas.
Bj