17.1.12

Hobbies

O mais antigo que tenho é o tricot... nem me lembro bem como, nem quando é que comecei... sei que sempre gostei de o fazer!

Quando a febre do tricot estava em alta nos anos 80, tínhamos inúmeras camisolas feitas pela minha Mãe e lembro-me bem de passarmos alguns serões em casa dos meus padrinhos, depois do jantar, à conversa sobre os temas do dia e das mãos das senhoras presentes na sala iam nascendo mangas de casacos, costas de camisolas, xailes e por aí fora.

Já na minha adolescência, naquela fase em já começamos a prestar atenção à moda, (teria 15 ou 16 anos) lembro-me de ser dia de aniversário do neto do meu padrinho, em Setembro, noites quentes e eu quis levar uma camisola nova...
Tricotei-a e cosia-a em dois dias - horas antes da festa ainda eu estava a rematar pontas - mas levei-a vestida!
Era lilás, com uns pontos abertos que criavam umas flores e que lhe davam um ar muito bonito, acreditem. Usei-a com uma saia comprida em linho lilás e verde água, eu adorava aquele conjunto :)

Este ano comprei esta lindíssima meada à Rosário que tem o dom de tingir e fiar lã da mais alta qualidade, conjugando bonitas peças que dão cores magnifícas e que, certamente, farão belos trabalhos.

Ainda não sei qual será o seu destino, ainda estou só na fase de contemplação.

A foto é da Rosário Albuquerque
 da dona maria
(Faltam 35 dias!)

7 comentários:

  1. Já lá vão os tempos em que também fazia tricot ou croché. Agora a preguiça instalou-se. Perdi a paciência e o jeito. Quando era miúda,sim, tinha muito jeitinho para a coisa. O primeiro trabalho que fiz- ficará para sempre na minha memória envolto em vaidade :) - foi um poncho em croché, rosa e branco. Tinha eu sete anos.

    ResponderEliminar
  2. Está na altura de retomar :)
    Estas meadas são ideais para trabalhos pequenos, não cansam...

    ResponderEliminar
  3. Tricotar nunca foi o meu forte, estou sempre a deixar cair malhas e depois não as sei apanhar! Mas este ano uma amiga levou-me a uma loja na Parede e fiquei fascinada com as lãs! Comprei, mas para fazer trabalhos simples, talvez uma gola. Fiz uns gorros para os meus sobrinhos, mas numa máquina e não me deu gozo, o trabalho em si. Entretanto comprei vários pares de agulhas de bambu pensando que seria muito relaxante trabalhar os novelos com as ditas agulhas, mas até agora NADA! Talvez no nosso encontro nas "Saudades" me atreva a começar um trabalho junto de quem entende do assunto;)
    bjns

    ResponderEliminar
  4. A Sofia está á vontade no tricot, segue algum livro, alguém lhe ensina? Tenho lãs da D:Maria e não sei por onde pegar-lhe...
    Rosa

    ResponderEliminar
  5. estou mesmo a gostar desta contagem decrescente! também adoro tricot, é tão terapêutico :)

    ResponderEliminar
  6. Sofia (Borboleta) temos que combinar essa ida à Saudade, se calhar vou precisar de boleia... o "gang" fica em casa!

    Rosa, estou à vontade, mas não domino tudo - a Mestra é a Rosário! Mas não sigo nenhum livro, aprendi quando era pequena e... se o ponto for mais complicado, espreito o Ravelry.com.

    Margarida - a manta que tricotaste para o teu filhote ficou linda :)

    ResponderEliminar
  7. vou gostar de ver o que vais fazer! e no sábado posso dar uma ajudinha (se for preciso) ;)
    beijinhos

    ResponderEliminar

Se estás aí, diz qualquer coisa, sou curiosa, gosto de saber o que pensas.
Bj