25.10.10

Desculpem... eu juro que a intenção não é aumentar as audiências do blogue, mas...

... não posso deixar de falar nisto!

Hoje está nos meus planos, depois do jantar, aproveitar uma campanha promocional em vigor numa loja de Lisboa e substituir algumas das minhas peças de vestuário interior (o que confesso, para mim é sempre um sarilho! e mais não digo...).

Bem, mas... enquanto o meu par não chega a casa, estava eu a preparar-me para fazer um pouco de Wanderung pela net, quando a primeira imagem que vejo, põe em causa a minha incursão nocturna.

Esta senhora está a usar um soutien de 2 milhões de dólares!!!
Ora bem... vocês agarrem-me que eu estou marafada!

Ando eu a contar os tostões (que já não existem desde o século passado),
a esperar pelas campanhas promocionais para comprar um soutien novo,
a fazer contas à vida, porque a partir de Janeiro, levo com o aumento dos impostos e com o corte de pelo menos 5% no vencimento (para quem não sabe, eu não sou funcionária pública, mas na situação que se avizinha, a minha entidade patronal está incluída neste pacote do corte orçamental - e além disso somos 2 cá em casa no mesmo barco!),
a falar com os miúdos sobre as mudanças que irão ocorrer no próximo ano e...
... esta senhora está-me a provocar!!!
Só pode ser!

5 comentários:

  1. E é caso para se dizer que provoca uns e outras... :)

    ResponderEliminar
  2. LOL!
    Ai sofia... junta-te eu tb vou ter esse corte e estou exactamente na mesma situação... com as mesmas conversas, enfim... é assim, uns com tanto e outros com o que se pode :) Temos é que levar e olha continuar a procurar as promoções, LOL!

    Beijokas

    ResponderEliminar
  3. Acho que estás a tentar atrair o público masculino - golpe baixo este!
    Quanto ao corte, tu já sabes das minhas preocupações, mas quando ele vier, fazemos coo a juca diz, olhamos mais para as promoções e cortamos despesas surpéfluas. Tenho esperança que esta "ameaça" se transfoeme em "oportunidade" para mudar de hábitos e viver melhor, de forma mais saudável, afinal era assim que eu vivia quando em criança. a roupa era a minha mãe que a fazia, jantares fora eram raros, mas quando eram dava um gozo enorme.
    bjs
    Pat.S.

    ResponderEliminar
  4. Eu concordo com a Patrícia, temos que transformar esta situação numa mudança para melhor. os tempos são difíceis (por aqui está mau também e já sei que toda a gente acha que aqui se ganha muito bem, (o que nem sempre é verdade), mas as contas também são outras...

    Também me lembro de ser a minha avó e a minha mãe a fazer-nos a roupa e tricotar as camisolas... e sim, ir ao restaurante era mesmo uma festa, apreciada a cada detalhe!

    margarida

    ResponderEliminar
  5. Luísa: Até agora ainda nenhum reagiu... :)
    Juca: cheguei um dia depois da promoção ter acabado, vê tu bem! Comprei menos, claro está :)
    Patrícia e Margarida: Também partilho da mesma esperança que vocês, mudança para hábitos mais saudáveis e de ajuda mútua não fará mal a ninguém!
    Também foi assim, que ainda pequena aprendi a tricotar e a fazer crochet - porque era um hábito em tantas casa portuguesas, e em todas as que eu frequentava!
    Cá por casa continua... as miúdas já tentam fazer qualquer coisa!

    ResponderEliminar

Se estás aí, diz qualquer coisa, sou curiosa, gosto de saber o que pensas.
Bj