4.8.10

Não desapareci...

... mas sinto-me de férias, quando os miúdos não estão!
E nesta altura do ano, fazemos outras coisas:
Vamos a Concertos!
O espectáculo foi bom, a música é envolvente, e contagiante, não havia ninguém que não se mexesse ao som dos Gotan, mas... a noite estava gelada nos Jardins do Palácio do Marquês de Pombal, em Oeiras! Para além disso, nós não tínhamos jantado, pelo que acabámos a noite na 24 de Julho a comer caldo verde quentinho, acompanhado de uma bela bifana!

Este, à boa maneira brasileira, posso dizer qui A-M-E-I!!!! Excelente, como sempre! Não foram as músicas do costume, mas foram boas, ritmadas, modernas, mas sempre a tocar na ferida, a palavra de intervenção, a letra que puxa a saudade (até cantou uma que fala na Irene - o nome da minha mãe e da minha filha mais velha - "Quero ver Irene dar sua risada!", cantou Caetano, foi para mim essa, de certeza!), o samba, enfim...! Lindo!

Vejam estas fotografias que descobri no flickr, e a descrição do espetáculo está muito fiel ao sucedido!

Ah! E foi uma noite de girls, just girls - vieram duas das minhas amigas de Portimão, aquelas dos tempos da escola primária, e é sempre uma galhofa quando nos juntamos:

Para além disto, nós os dois, os adultos cá de casa, os que deveriam ter juízo e cabeça no lugar, ainda fizemos uma loucura, que já andava há muito para ser concretizada, comprámos esta:

Já nos acompanhou num fim-de-semana a dois até ao Algarve. Como sou a pendura, o meu coração batia, o meu pescoço abanava, as pernas prendiam-se ao exímio condutor, o PP, claro, que leva a responsabilidade nos ombros (nos braços), e foi excelente - senti todos os cheiros da estrada, os pinheiros e eucaliptos entre Alcácer e Grândola, as laranjeiras entre S.Bartolomeu de Messines e Silves, o mar perto da praia. Sensações que não temos quando vamos de carro, já pensaram nisso?

E viva o Verão!!!

7 comentários:

  1. que bom estás de volta e já que vi que tens passado uns belos dias!

    Vocês também são pelas motas?? Cá em casa também há um fã, eu sou só a pendura, mas é mesmo como dizes, temos sensações e percepções muito diferentes de quando andamos de carro! É bom, apesar de eu ainda não estar totalmente convertida às duas rodas ;)

    ResponderEliminar
  2. "Forçás-te-me" (forcei-me) ao regresso ao blog! Sabe bem estar uns dias ausente da internet, mas o regresso já me fazia falta.
    :)

    ResponderEliminar
  3. dá uma espreitadela ao meu blog hoje ;)

    ResponderEliminar
  4. Que máximo, o show deve ter sido incrível! Também adoro a música Irene!

    ResponderEliminar
  5. Ahhh... a DN1! a 1ª vez que vi uma foi em Paris pouco depois do lançamento mundial. E também já deitei o olho a uma lá para as bandas onde trabalho... É um salto qualitativo e tecnológico no mundo das motos! Parabéns, espero que continuem a ter o gozo e a descontracção de dar umas voltas do lado de fora do transporte! Cá em casa já são duas, a velhinha Transalp e a nova velhinha Yamaha TW 125 para a J. que já me vai acompanhando. Enfim, preocupações redobradas! É caso para dizer, mais que nunca, é preciso levar uma vida equilibrada!
    Fizeste bem "voltar" ao blog!
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Mas então Sofia, nunca mais souberam regressar depois destas férias em duas rodas? Ou ainda gozam as estradas do país?

    ResponderEliminar
  7. Obrigada pela persistência aqui no blog, confesso que não tenho andado muito virtual, ultimamente!

    ResponderEliminar

Se estás aí, diz qualquer coisa, sou curiosa, gosto de saber o que pensas.
Bj