15.1.10

Paixão adormecida

Quando era pequena devorava livros!
Lia tudo o que havia em casa - suitable for my age, of course.
Comecei com a Anita, depois a colecção da Heidi e do Pedro, passei à fase d'Os Cinco, Os Sete, As Gémeas no Colégio de Santa Clara, O Colegio das 4 Torres, as Mulherzinhas, Sou uma Rapariga do Liceu, da Odete de Saint-Maurice, a colecção da Patrícia, da Carlota, todos os da Condessa de Segúr, a banda desenhada do Quino... e tantos outros.

Enquanto a minha mãe ocupava as tardes a dar explicações de inglês e alemão na nossa sala, eu passava-as deitada de barriga para baixo, em cima da cama, a lêr, a lêr não - a devorar livros...
- Ana, estás a estudar? - ouvia eu lá do fundo do corredor.
- Sim, Mãe! - respondia, meio receosa que ela lá fosse confirmar.

Quando esgotei a biblioteca caseira, passei a ir aqui. Claro que depois de ter lido tanto, já não me contentava com os Yakari ou os Petzi, que estavam disponíveis para requisição, não sr.
Eu queria os livros do outro armário, daquele que de acordo com as normas da altura, ainda não eram para a minha idade - Agatha Christie e Earl Stanley Gardner - os meus heróis eram a Miss Marple, o Hercule Poirot e o Perry Mason.

Imaginem que foi preciso a minha mãe passar uma declaração que me autorizava a requisitar livros "daquele" armário - eu tinha 13 anos, mas não podia lêr aquelas coisas, dizia a senhora bibliotecária!!!
Eu lia-os numa tarde!!!

E continuei, durante muitos anos com as minhas leituras, mais tarde aconteciam nas viagens de comboio Lisboa/Portimão e vice-versa, ou quando comecei a trabalhar, nas deslocações casa/trabalho.

Agora a paixão anda adormecida, a utilização diária do carro tem destes inconvenientes
- não consigo lêr entre um semáforo e outro,
- ainda consigo "morder" a sandes de fiambre e "engolir" o yogurt antes de chegar à rotunda (sim, para fazer a rotunda EU preciso das mãos no volante),
- e até já tirei fotografias a uma carteira, aproveitando um encarnado simpático e demorado
Mas... lêr?!
Não consigo! Deve ser do hábito antigo - só me sabe bem se estiver deitada!

Mas tenho que arranjar tempo para os presentes de Natal:


Adivinhem qual é que está a ser deglutido calmamente na minha mesa de cabeceira?

8 comentários:

  1. Sofia como posso mandar um email? não vejo em lado nenhum...

    ResponderEliminar
  2. Olá Sofia,

    Destes que aqui apresentas.... o que está a ser deglutido por ti não sei, eu já li o do Miguel Sousa Tavares e ADOREI... aliás eu li o Equador, O Rio de Flores.... porque eu tenho essa mesma doença... ADORO LER! :)
    Sempre adorei e ao que parece o meu filhote vai pelo mesmo caminho e eu alimento imenso esse vicio :D

    Beijokas

    ResponderEliminar
  3. Esqueceste-te da Nancy Drew! E eu que pensava que só eu tinha lido as gémeas...
    Boas leituras!

    ResponderEliminar
  4. O do MST li-o em menos de uma viagem de Alfa Faro-Lisboa :-)
    Quanto aos da infância...OMG! Aos 8 anos estive internada no hospital umas semanas e fiquei conhecida pelo pessoal médico e auxiliar como "a devoradora de livros". Todos os dias a minha mãe me levava um carregamento :-)))
    è um vício, que actualmente, só é superado pelos crafts.

    ResponderEliminar
  5. Olá mãe,

    Neste aspecto eu sou parecida contigo (também gosto muito de ler).
    :D

    Beijinhos
    Filha I.

    ResponderEliminar
  6. Espero que não seja o do Sousa Tavares!

    ResponderEliminar
  7. O que eu adorava "As Gémeas no Colégio de Santa Clara"!

    ResponderEliminar

Se estás aí, diz qualquer coisa, sou curiosa, gosto de saber o que pensas.
Bj